Chega da moda cafona do trabalho escravo
17 de abril de 2018
Exibir tudo

Trabalhadores são resgatados em condições análogas à escravidão no PA

Cinco trabalhadores em situação degradante foram resgatados de uma fazenda de gado, em São Geraldo do Araguaia, no sul do Pará. A ação ocorreu entre os dias 18 e 29 de janeiro e foi a primeira realizada, este ano, pelo Grupo Especial de Combate ao Trabalho Análogo ao de Escravo, do Ministério do Trabalho.

Segundo a pasta, os trabalhadores não possuíam o registro em carteira e recebiam salário inferior ao salário mínimo. Muitos dormiam em redes nas varandas e eram obrigados a arcar com as despesas de energia elétrica da fazenda. Também não recebiam alimento do empregador e a água que alguns deles consumiam, tinha coloração barrenta e era filtrada em panos.

Trabalho escravo

O Ministro do Trabalho informou que o dono da fazenda se comprometeu a regularizar a situação e pagou cerca de R$ 55 mil entre direitos trabalhistas e indenização por danos morais individuais.

Além disso, todos os trabalhadores receberam documentação para recebimento do Seguro Desemprego e foram encaminhados pela fiscalização para suas cidades de origem.

Ouça o programa no player.

Outros destaques desta edição:

– Colaborar com a elaboração de políticas públicas voltadas para a promoção da igualdade racial é a meta de conferência que está sendo realizada hoje no Tocantins

– Um convite à reflexão sobre o crescimento urbano na Amazônia é o que apresenta a Exposição Terra sem Mal, que será aberta amanhã em Belém

 

Fonte: http://radios.ebc.com.br/reporter-nacional-amazonia/2018/02/trabalhadores-sao-resgatados-em-condicoes-analogas-de-escravo-no

Os comentários estão encerrados.